Domingo, 20 de junho de 2021

Política

Ministro Ricardo Salles decide militarizar Ministério do Meio Ambiente

Já são pelo menos 12 militares nomeados pela gestão, que alega“arcabouço ideológico” no setor

Ministro Ricardo Salles decide militarizar Ministério do Meio Ambiente

Foto: Secretaria de Meio Ambiente São Paulo/Divulgação

Por: Juliana Almirante no dia 19 de abril de 2019 às 11:00

Na gestão do presidente Jair Bolsonaro, a área ambiental já passa por um processo de militarização.

Desde o alto escalão do Ministério do Meio Ambiente (MMA) até as diretorias do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), cargos de funções importantes estão agora sob o "guarda-chuva" de oficiais das Forças Armadas e da Polícia Militar.

A informação é do Estadão.

A orientação seria do próprio presidente e levada à frente pelo ministro Ricardo Salles, a fim de, supostamente, acabar com o “arcabouço ideológico” no setor. Já são pelo menos 12 militares nomeados pela gestão.

Na quinta-feira (18), Salles exonerou o diretor de planejamento do Ibama, Luiz Eduardo Nunes, servidor de carreira do órgão federal. O posto deve ser ocupado por Luis Gustavo Biagioni, recém-aposentado da PM de São Paulo.

O gabinete do ministro passou a contar com oito militares em cargos comissionados. Os cargos envolvem desde a chefia de gabinete até a ouvidoria e comunicação institucional da pasta.

Ministro Ricardo Salles decide militarizar Ministério do Meio Ambiente - Metro 1