Política

Mourão diz que Olavo deveria se limitar à astrologia: 'Não está sendo bom para o governo'

No último sábado (20), um vídeo com críticas a militares e às escolas militares feitas pelo autoproclamado filósofo foi divulgado no canal de Bolsonaro na internet

[Mourão diz que Olavo deveria se limitar à astrologia: 'Não está sendo bom para o governo']
Foto : Romério Cunha/PR

Por Matheus Simoni no dia 22 de Abril de 2019 ⋅ 13:40

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), afirmou que o escritor Olavo de Carvalho deveria se liminar à astrologia e deixar de lado as questões relativas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). No último sábado (20), um vídeo com críticas a militares e às escolas militares feitas pelo autoproclamado filósofo foi divulgado no canal de Bolsonaro na internet, mas acabou apagado logo em seguida.

Mourão declarou que Carvalho deveria se concentrar no exercício da "função de astrólogo" por ser a que ele "desempenha bem". "Em relação ao Olavo de Carvalho, mostra o total desconhecimento dele de como funciona o ensino militar. Acho até bom a gente convidar ele para ir nas nossas escolas e conhecer. E acho que ele, Olavo de Carvalho, deve se limitar à função que ele desempenha bem, que é de astrólogo. Pode continuar a prever as coisas que ele é bom nisso", afirmou o vice-presidente.

"Olavo de Carvalho perdeu o timing e não sabe o que está acontecendo no Brasil, até porque ele mora nos Estados Unidos. Ele não está apoiando o governo e não está sendo bom para o governo", acrescentou. 

Notícias relacionadas

[PSL pede entendimento de Bolsonaro com o partido]
Política

PSL pede entendimento de Bolsonaro com o partido

Por Metro1 no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 18:44 em Política

Sigla destaca que é a única com 98% de votações favoráveis ao governo federal e que não compactua com eventuais desgastes

[PF montou em um dia operação contra Bivar]
Política

PF montou em um dia operação contra Bivar

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 11:00 em Política

Além da casa de Bivar no Recife e da sede do partido, estão entre os alvos endereços de três ex-candidatas do PSL