Política

Sheherazade diz que impeachment de Mourão é 'factoide'; Feliciano cita 'condutas desleais'

Deputado diz que pedido não foi feito em defesa do presidente Jair Bolsonaro, mas em nome da "estabilidade das instituições"

[Sheherazade diz que impeachment de Mourão é 'factoide'; Feliciano cita 'condutas desleais']
Foto : Reprodução / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 23 de Abril de 2019 ⋅ 09:00

Após ter elogiado o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) nas redes sociais, a jornalista Rachel Sheherazade, do SBT, não gostou de ter sido citada em uma petição, apresentada na última quarta (16) pelo deputado federal Marco Feliciano (Podemos-SP), pelo impeachment do vice de Jair Bolsonaro (PSL).

Para Sheherazade, o pedido de impeachment é um "factoide" para agitar a militância. À Folha de S. Paulo, Feliciano afirmou que a denúncia não se baseia apenas na "curtida" do vice-presidente em um tweet elogioso de Sheherazade, mas em "inúmeras condutas desleais" de Mourão. O pedido foi incentivado pelo escritor e "guru" bolsonarista Olavo de Carvalho.

"Gostaria de ressaltar que não pedi o impeachment do vice-presidente na defesa do cidadão Jair Bolsonaro, mas, sim, defendendo a estabilidade das instituições e as reformas estruturais", afirmou Feliciano, que é vice-líder do governo no Congresso e presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano.

No último dia 8, a jornalista parabenizou Mourão pela "lucidez" em uma palestra na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e o exaltou como um representante do governo que "finalmente não nos causa vergonha alheia". O vice-presidente curtiu o tweet, o que, para Feliciano, seria uma prova de que Mourão está conspirando para tomar o lugar de Bolsonaro.

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente e responsável pelas redes sociais do pai, também usou a manifestação de Mourão no post para criticar as movimentações do vice-presidente.

Notícias relacionadas

[PF montou em um dia operação contra Bivar]
Política

PF montou em um dia operação contra Bivar

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2019 ⋅ 11:00 em Política

Além da casa de Bivar no Recife e da sede do partido, estão entre os alvos endereços de três ex-candidatas do PSL