Domingo, 20 de junho de 2021

Política

Oposição vai ao STF para anular sessão que aprovou reforma da Previdência

Presidente da comissão ignorou requerimento de suspensão da votação

Oposição vai ao STF para anular sessão que aprovou reforma da Previdência

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Por: Catarina Lopes no dia 24 de abril de 2019 às 16:00

Líder da oposição na Câmara dos Deputados, Alessandro Molon (Rede) afirmou hoje (24) que irá entrar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a anulação da sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que aprovou a reforma da Previdência ontem (23).

Molon explicou a CartaCapital que Felipe Francischini (PSL), presidente da comissão, não aceitou um requerimento que pedia a suspensão da matéria por 20 dias.

O documento foi assinado por 1/5 dos deputados, como manda o artigo 114 da Constituição, mas Francischini alegou que algumas assinaturas do requerimento não estavam de acordo e anulou o pedido. A votação aconteceu e o projeto foi aprovado por 48 deputados contra 18.

Os deputados que assinaram o documento queriam acesso aos dados que embasaram a elaboração do projeto. O ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu liberá-los até amanhã (25).

Oposição vai ao STF para anular sessão que aprovou reforma da Previdência - Metro 1