Política

'Se Bolsonaro falar menos sobre a reforma até ela ser aprovada, vai ajudar bastante' diz Ramos

Marcelo Ramos comenta as sinalizações mistas do governo federal sobre a reforma da Previdência

['Se Bolsonaro falar menos sobre a reforma até ela ser aprovada, vai ajudar bastante' diz Ramos]
Foto : Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Por Catarina Lopes no dia 26 de Abril de 2019 ⋅ 14:40

O presidente da Comissão Especial da Reforma na Câmera, deputado Marcelo Ramos (PR), observou que as atitudes do governo federal não ajudam a garantir uma economia estável com a reforma. "Cada vez que Bolsonaro fala sobre a reforma, ele retira alguma coisa", disse, lembrando que quando o Ministério da Economia apresentou um novo cálculo sobre o impacto fiscal da proposta, passando de R$ 1 trilhão para R$ 1,14 trilhão em dez anos, Bolsonaro disse que a proposta podia ser desidratada e ficar com a economia em torno de R$ 800 bilhões.

"Vai contra o trabalho da própria equipe econômica", analisa Ramos. Ele observou que, além do Ministério da Economia, que "tem uma visão clara de projetos e propostas para o Brasil",  o governo federal não apresenta planos concretos. "Se Bolsonaro falar menos sobre a reforma até ela ser aprovada, vai ajudar bastante", afirmou.

O presidente da Comissão é favorável a reforma, mas vê a necessidade de alguns ajustes no que se refere aos trabalhadores rurais, professores e servidores estaduais. Ele também pretende aprofundar o debate em sobre a proposta de mudança de regime, da repartição para a capitalização, pois acha que o tema não está claro aos deputados ou à população brasileira.

Notícias relacionadas