Política

Maia discorda de proposta que retira pena do proprietário rural que atirar em invasor

Rodrigo Maia diz que Bolsonaro não conversou com ele sobre proposta

[Maia discorda de proposta que retira pena do proprietário rural que atirar em invasor]
Foto : Gilmar Félix / Câmara dos Deputados

Por Catarina Lopes no dia 03 de Maio de 2019 ⋅ 14:40

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), afirmou em conversa com a Folha de S.Paulo que não concorda com a proposta do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de dar salvo-conduto a proprietários de terra que atirarem em quem invadir suas propriedades. Maia e Bolsonaro conversaram por uma hora e meia no domingo (28).

"Não concordo. Ele conversou comigo sobre a posse estendida no campo, isso eu concordo e acho que a maioria das pessoas concorda. O outro assunto ele não tratou comigo", declarou o presidente da Câmara. A posse estendida no campo consiste em permitir o porte de arma não só dentro da casa, mas em todo perímetro da propriedade rural.

Bolsonaro havia declarado na segunda-feira (29), durante a Agrishow (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação), que enviará à Câmara o projeto de salto-conduto. "Uma maneira que nós temos de ajudar a combater a violência no campo é fazer com que, ao defender a sua propriedade privada ou a sua vida, o cidadão de bem entre no excludente de ilicitude. Ou seja, ele responde, mas não tem punição", explicou.

Notícias relacionadas