Política

DEM vai indicar dois novos ministérios após desmembramento

Escolhas devem ficar a cargo dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)

[DEM vai indicar dois novos ministérios após desmembramento ]
Foto : Marcos Corrêa/Divulgação Presidência

Por Juliana Almirante no dia 08 de Maio de 2019 ⋅ 10:20

A indicação dos dois novos ministros que irão assumir as pastas das Cidades e da Integração Nacional ficará a cargo dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de acordo com a coluna Painel, da Folha. 

Assim, o governo vai deixar na mão da cúpula do Congresso a intermediação de pleitos por recursos às bases parlamentares e consolida o DEM - liderado pelo prefeito de Salvador ACM Neto - que já tem três pastas, como o operador político do governo.

Deputados dizem que o governo já se comprometeu a liberar até R$ 4 bilhões em recursos por meio das novas pastas até o fim do ano.

Segundo a publicação, Maia deve indicar presidente do PP de Goiás, Alexandre Baldy, para o recriado Ministério das Cidades, o que deve significar o fortalecimento da parceria com partidos do centrão. O nome cotado no Senado seria o de Fernando Bezerra (MDB), hoje líder do governo.

Ao recriar os ministérios de Cidades e Integração Nacional, o governo Bolsonaro tenta garantir a aprovação de uma Medida Provisória para a reforma estrutural do Planalto.

Notícias relacionadas