Política

Projeto de lei que veta contratação de artistas que incitem violência é aprovado na CMS

Proposta é de autoria do presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Júnior (SD)

[Projeto de lei que veta contratação de artistas que incitem violência é aprovado na CMS]
Foto : Antônio Queiroz/ CMS

Por Juliana Almirante no dia 09 de Maio de 2019 ⋅ 11:40

A Câmara de Salvador aprovou ontem (8) o projeto de lei que proíbe a prefeitura de Salvador de contratar artistas que fazem apologia ou incitem a violência contra a mulher em suas apresentações. 

A proposta é de autoria do presidente da Câmara de Salvador, vereador Geraldo Júnior (SD). O projeto inclui ainda o incentivo ao trabalho escravo e todas as outras formas de violência.

Outros dois projetos do presidente da Casa também foram aprovados e seguem para a sanção do Executivo. Um deles prevê que os aplicativos de entrega de comida passem a exigir, dos restaurantes associados a este tipo de serviço, o alvará de funcionamento, CNPJ, nome e o endereço, a fim de proteger a saúde do consumidor.

Já o terceiro projeto aprovado propõe que o nome de uma rua no bairro São Caetano tenha o nome do Apóstolo Epifânio, fundador da Igreja Ramo da Videira.

Notícias relacionadas