Política

Estratégia dos militares agora é ignorar Olavo de Carvalho

Núcleo fardado pretende enfraquecer influência do guru sobre presidente

[Estratégia dos militares agora é ignorar Olavo de Carvalho]
Foto : Divulgação

Por Lis Grassi no dia 12 de Maio de 2019 ⋅ 12:00

Após as críticas do escritor Olavo de Carvalho terem chegado ao ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas, considerado um decano entre os militares, o núcleo fardado do Poder Executivo adotou nova estratégia. De acordo com a Folha, na tentativa de enfraquecer a influência do ideólogo de direita sobre Jair Bolsonaro, a ala pretende reforçar a contraposição entre os grupos militar e ideológico, ressaltando ao presidente que o primeiro oferece resultados concretos, enquanto o segundo só gerou barulho e sucessivas crises políticas.

A ideia é evitar que o escritor ganhe a atenção dos veículos de imprensa e, por isso, a ordem a partir de agora é ignorá-lo. O núcleo militar conta com respaldo de boa parte da classe política, assustada com o bate-cabeça e a falta de ação concreta dos ideológicos.

Notícias relacionadas