Política

Deputada depõe à PF e acusa ministro do Turismo por esquema de laranjas

Alê Silva afirmou ter sido ameaçada de morte por Marcelo Álvaro Antônio após descobrir as irregularidades

[Deputada depõe à PF e acusa ministro do Turismo por esquema de laranjas]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Maio de 2019 ⋅ 15:00

A deputada federal Alê Silva (PSL-MG), que diz ter sido ameaçada de morte pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, prestou depoimento à Polícia Federal em Belo Horizonte, ontem (13), no inquérito que investiga supostas candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais nas eleições de 2018. Ao deixar a sede da PF, ela disse ao jornal O Estado de S. Paulo ter convicção de que o esquema foi "orquestrado" pelo ministro.

Alê afirmou ter identificado irregularidades analisando contas das quatro candidatas derrotadas que fizeram inicialmente a denúncia. Elas teriam recebido quantias expressivas do fundo de campanha, e os valores teriam sido repassados para empresas de propriedade de assessores de Marcelo Álvaro. Após as denúncias, o ministro passou a oferecer cargos para aliados que teriam envolvimento no esquema, com o objetivo de tentar "se blindar", nas palavras da deputada.

Ao jornal, o ministro negou participação no esquema e afirmou que não entraria "no mérito" ao ser questionado se arranjou cargos públicos para investigados no caso.

Notícias relacionadas