Política

Em Dallas, Bolsonaro erra bordão e esquece Deus 

Ele lamentou ainda os ataques do prefeito de Nova Iorque, Bil de Blasio, que barrou a realização da entrega do prêmio na cidade símbolo dos EUA

[Em Dallas, Bolsonaro erra bordão e esquece Deus ]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Maio de 2019 ⋅ 16:49

O discurso do presidente Jair Bolsonaro em Dallas, onde recebeu uma homenagem de personalidade do ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, terminou de forma inusitada. Ao repetir o seu bordão de campanha, o presidente se atrapalhou e esqueceu de mencionar até mesmo Deus. 

“Termino com meu chavão de sempre: ‘Brasil e Estados Unidos acima de tudo, Brasil acima de todos’”, disse. Originalmente, o capitão da reserva diria “Deus acima de todos” no último trecho.

Ainda durante seu discurso, Bolsonaro disse que o Brasil “de hoje” é amigo da nação americana. "No Brasil, a política até de há pouco, era de antagonismo a países como os EUA. Os senhores eram tratados como se fossem inimigos nossos. [...] O Brasil de hoje é amigo dos Estados Unidos. O Brasil de hoje respeita os Estados Unidos e o Brasil de hoje quer o povo americano, os empresários americanos ao nosso lado ", disse Bolsonaro ao discursar aos presentes.

Ele lamentou ainda os ataques do prefeito de Nova Iorque, Bil de Blasio, que barrou a realização da entrega do prêmio na cidade símbolo dos EUA. “Não posso ir na casa de uma pessoa onde alguém de sua família não me quer bem, mas o meu amor, o meu respeito e consideração pelos Estados Unidos, inclusive ‘Nova Iorquinis’, continuará da mesma forma como sempre respeitei a todos. O momento é de glória, felicidade”.

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro