Política

Protesto no dia 26 é 'surreal', diz presidente da comissão da reforma da Previdência

Deputado Marcelo Ramos (PL-AM) ainda afirmou que o presidente Jair Bolsonaro tem "desapreço pela democracia", segundo o Bahia Notícias

[Protesto no dia 26 é 'surreal', diz presidente da comissão da reforma da Previdência]
Foto : Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Maio de 2019 ⋅ 11:00

Presente na audiência pública sobre a reforma da Previdência na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), na manhã de hoje (20), o presidente da Comissão Especial da reforma, Marcelo Ramos (PR-AM), fez críticas à convocação de atos de apoio ao texto, programados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro para o próximo dia 26.

De acordo com o Bahia Notícias, Ramos considerou os protestos como "a coisa mais surreal" que ele já viu na vida. "Esse protesto é para gerar um clima de questionamento das instituições democráticas e criar o caos no país. Nós não vamos permitir que esse tipo de atitude contamine a tramitação da proposta. É um protesto a favor da reforma da Previdência contra quem é a favor da reforma da Previdência. Esse negócio é sem pé nem cabeça. Me desculpe. É um negócio que não é a favor da previdência", criticou o parlamentar.

Ramos ainda afirmou que Bolsonaro tem "desapreço pela democracia" e a votação da reforma deverá ser viabilizada por deputados e senadores. "O Congresso vai cumprir o seu papel, mas ninguém vai mudar a forma do presidente de pensar. O desapreço dele à democracia não é fruto desse momento da história. Toda a trajetória de vida pública é desapreço pela democracia. Uma hora ele vai aprender", defendeu.

Notícias relacionadas