Política

Ministério Público vai ao Cade pedir apuração de cartel de empresas aéreas

Segundo a procuradora do caso, a partir de 2016, depois que as companhias foram liberadas para segmentar os preços das passagens —com e sem despacho de malas—, não houve vantagem ao consumidor.

[Ministério Público vai ao Cade pedir apuração de cartel de empresas aéreas]
Foto : Divulgação/ MPF

Por Aline Reis no dia 25 de Maio de 2019 ⋅ 12:00

O Ministério Público Federal (MPF) vai requisitar informação ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para apurar denúncias de cartel de empresas Aéreas. A informação é da coluna Painel do jornal Folha de São Paulo. 

A decisão é da procuradora Maria Emília de Araújo. Ontem (24), a jurista informou aos deputados que nesta semana vai solicitar os materiais para averigação ao Cade. 

Segundo a procuradora, a partir de 2016, depois que as companhias foram liberadas para segmentar os preços das passagens —com e sem despacho de malas—, não houve vantagem ao consumidor, porque os valores não caíram, ao contrário do que as empresas aéreas prometiam.

Especialistas ressalvam que cartel é um crime de difícil comprovação. A não ser que haja elementos inequívocos que apontem a coordenação entre as empresas aéreas, a iniciativa no Cade não parece promissora.
Procurada, a Abear, associação do setor, afirma que desconhece o assunto.

Nesta sexta-feira (24), as empresas aéreas também tiveram outra surpresa negativa com a declaração do presidente Jair Bolsonaro afirmando vai sancionar o retorno do despacho gratuito de bagagens nos voos domésticos.  

 

Notícias relacionadas