Política

Investigações sobre Aécio no STF ficam sem conclusão após três anos

Diante da demora, a defesa do tucano começou a argumentar na Justiça que os procedimentos têm que ser arquivados

[Investigações sobre Aécio no STF ficam sem conclusão após três anos]
Foto : Valter Campanato/ Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 28 de Maio de 2019 ⋅ 06:50

A maioria dos inquéritos instaurados em 2016 e 2017 pelo Supremo Tribunal Federal para investigar o deputado Aécio Neves (PSDB-MG) seguem inconclusos, de acordo com reportagem da Folha divulgada hoje (28).

Diante da demora, os advogados do tucano começaram a argumentar na Justiça que os procedimentos têm que ser arquivados ou enviados à Justiça Eleitoral, a qual costuma ser vista como mais branda nas punições.

Aécio foi alvo de ao menos nove investigações oriundas das delações da Odebrecht, da JBS e do ex-senador Delcidio do Amaral (ex-PT).

Apenas uma delas resultou em denúncia e o transformou em réu, sob acusação de corrupção e obstrução de Justiça, no caso relacionado à propina de R$ 2 milhões pedida ao empresário Joesley Batista (JBS).

Notícias relacionadas