Política

Justiça determina bloqueio de R$ 128 milhões de Aécio Neves 

De acordo com o inquérito, então senador teria pedido ao empresário Joesley Batista um "mensalinho" de R$ 50 mil

[Justiça determina bloqueio de R$ 128 milhões de Aécio Neves ]
Foto : Waldemir Barreto/Agência Senado

Por Juliana Almirante no dia 29 de Maio de 2019 ⋅ 08:20

O juiz João Batista Gonçalves, da 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo, determinou o bloqueio imediato de R$ 128 milhões do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG).

A decisão atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), no inquérito que apura pagamento de vantagens indevidas a Aécio. A defesa do parlamentar entrou com recurso à Justiça.

O bloqueio também atinge outras 13 pessoas e empresas.

Segundo a decisão, no primeiro trimestre de 2015, em encontro na casa do empresário Joesley Batista, um dos sócios da empresa J&F, em São Paulo, o então senador Aécio Neves teria solicitado o pagamento de R$ 18 milhões para a quitação de despesas eleitorais pendentes da campanha presidencial do PSDB de 2014.

Depois, entre 2015 e 2017, Aécio teria pedido a Joesley um "mensalinho" de R$ 50 mil, por meio da Rádio Arco Íris, sediada em Belo Horizonte, para o custeio de despesas pessoais.

Notícias relacionadas