Política

Secretário de Educação não descarta possibilidade de ser candidato à sucessão de Rui em 2022

"Estou com o nome à disposição, mas nós estamos agora com a missão de não desistir dos estudantes”, disse Jerônimo Rodrigues

[Secretário de Educação não descarta possibilidade de ser candidato à sucessão de Rui em 2022]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Juliana Almirante no dia 25 de Junho de 2019 ⋅ 12:20

O secretário estadual de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, não descartou a hipótese de ser candidato à sucessão de Rui Costa (PT) no comando do Palácio de Ondina, para as eleições de 2022. 

“Estou dentro do projeto, e a missão que vier, a gente vai ter que lidar. Quem está no exército é para isso. Eu não sei o que me aguarda. Eu sei o que está na minha mão é essa missão [da Secretaria da Educação]. Estou com o nome à disposição, mas nós estamos agora com a missão de não desistir dos estudantes”, disse, em entrevista à Tribuna da Bahia publicada hoje (25).

O secretário afirmou ainda que são “injustos” os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que deixam a Bahia no posto de pior ensino médio do país. 

“Hoje, nós temos em todas as escolas da Bahia uma coordenação pedagógica, que acompanha as atividades de planejamento, de capacitação. Veja que de infraestrutura a profissionais, nós andamos muito. Passa a ser uma injusta o que os dados revelam. Só que os dados são frios. Nós pecamos em não ser mais contundente na avaliação permanente do processo de aprendizado para orientar o professor na capacitação”, declarou. 

Notícias relacionadas

[Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro]
Política

Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 18:00 em Política

Em entrevista à equipe de televisão, no Guarujá, onde passa o carnaval, Bolsonaro afirmou que o texto será entregue após o carnaval

[Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro]
Política

Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 16:00 em Política

“Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora”, afirmou o presidente na porta de um supermercado no Guarujá, onde passa o feriado de carnaval