Política

Em audiência, jornalista do Intercept rebate acusações de deputados da base do governo

Presente em audiência hoje (25) na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), ele foi questionado pela deputada Policial Katia Sastre (PR-SP)

[Em audiência, jornalista do Intercept rebate acusações de deputados da base do governo]
Foto : Vinicius Loures/Agência Câmara

Por Matheus Simoni no dia 25 de Junho de 2019 ⋅ 17:28

O jornalista americano Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil, rebateu as acusações feitas por deputados da base aliada do governo contra as matérias do site que apontam relações entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato. Presente em audiência hoje (25) na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM), ele foi questionado pela deputada Policial Katia Sastre (PR-SP), que afirmou que o jornalista deveria ser preso pela divulgação das conversas.

Greenwald foi enfático na resposta. "Niguém tem medo dessas táticas. Todo mundo sabe que vossa excelência não tem evidências para essas acusações. Esse país garante a liberdade de imprensa", declarou o jornalista.

Ainda de acordo com o americano, todo material foi checado antes da divulgação no site e a própria força-tarefa da Lava Jato confirmou que as conversas são autênticas. "Nosso material é totalmente autêntico. Se alguém descobre que o material não é real, nós perderíamos nossa credibilidade para sempre. Verificamos com gente da própria Lava Jato a autenticidade das mensagens", disse o jornalista. 

 

Notícias relacionadas