Política

Pela primeira vez em meses, Lula ficou tenso e ansioso com possibilidade de ser solto

Segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha, foi a primeira vez que o ex-presidente teve expectativas reais de sair da prisão

[Pela primeira vez em meses, Lula ficou tenso e ansioso com possibilidade de ser solto]
Foto : Ricardo Stuckert

Por Juliana Rodrigues no dia 26 de Junho de 2019 ⋅ 10:00

A votação da suspeição do ex-juiz Sergio Moro pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ontem (25), deixou Lula tenso e ansioso pela primeira vez em muitos meses, segundo a colunista Mônica Bergamo, da Folha.

Segundo pessoas próximas, a possibilidade de Moro ser considerado suspeito foi a primeira que gerou expectativas reais no petista de que ele poderia, enfim, sair da cadeia. No entanto, as dificuldades, a exemplo da possibilidade de adiamento, foram um banho de água fria.

Lula então orientou os advogados a irem para o tudo ou nada, insistindo na votação do habeas corpus. As ponderações de que protelar o debate poderia ser positivo, diante da possibilidade de aparecerem novas revelações do escândalo das mensagens de Moro com procuradores, não surtiram efeito.

Aliados calculavam que se o STF não soltasse Lula agora, isso dificilmente ocorreria depois, já que em breve o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) vai apreciar a condenação do ex-presidente no caso do sítio. Caso a punição seja confirmada, o petista pode ser impedido de sair da prisão mesmo que, mais tarde, Moro seja considerado suspeito.

Notícias relacionadas