Política

Rui se ausenta de festejos do 2 de Julho e viaja para a Espanha

Governador conhecerá o Serviço de Urgências Médicas de Madrid e terá reuniões de trabalho com empresas dos setores de infraestrutura, telefonia e aviação

[Rui se ausenta de festejos do 2 de Julho e viaja para a Espanha]
Foto : Tácio Moreira

Por Metro1 no dia 27 de Junho de 2019 ⋅ 20:12

O governador Rui Costa (PT) não participará das comemorações do 2 de Julho, quando é comemorada a Independência da Bahia. Na noite deste domingo (30), o petista embarca para a Espanha. Nesta 7ª viagem internacional, ele conhecerá o Serviço de Urgências Médicas de Madrid (SUMMA 112) e terá reuniões de trabalho com empresas dos setores de infraestrutura, telefonia e aviação. Entre os assuntos tratados na viagem estarão o Sistema Viário Oeste (SVO), que inclui a construção da Ponte Salvador-Itaparica, e o Centro de Convenções.

Na segunda-feira (1º), o governador desembarca em Madrid. Na terça-feira (2), além de visitar o SUMMA 112, ele vai se reunir com representantes da Acciona, grupo com atuação nas áreas de infraestrutura e energias renováveis, e da companhia aérea Iberia. No mesmo dia, faz parte da agenda do chefe do Executivo estadual um encontro com executivos da Telefônica.

Já na quarta-feira (3), o governador se reúne com representantes da Air Europa. Em seguida, os compromissos são com a construtora Obrascon Huarte Lain (OHL) e o Grupo Prima. À noite, Rui visita o Empreendimento Canalejana Gran Via Alcalá, localizado em região histórica que foi revitalizada e é um dos grandes símbolos de Madrid.

Na quinta-feira (4), o governador retorna ao Brasil. Esta é a segunda viagem de negócios de Rui à Espanha. Na primeira, em novembro de 2018, ele conseguiu estabelecer parcerias e atrair para a Bahia investimentos sociais, imobiliários e turísticos.

 

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro