Política

Defesa de assessor do Turismo diz estranhar prisão em caso dos laranjas e pede soltura

O braço direito do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e dois ex-assessores do político do PSL foram presos

[Defesa de assessor do Turismo diz estranhar prisão em caso dos laranjas e pede soltura]
Foto : Reprodução

Por Adelia Felix no dia 28 de Junho de 2019 ⋅ 15:42

A defesa do assessor especial do Ministério do Turismo Mateus Von Rondon divulgou nota, nesta sexta-feira (28), informando que seu cliente sempre esteve à disposição das autoridades. No esclarecimento, ela disse que estranha que ele tenha sido preso com o único intuito de prestar depoimento. As informações são do jornal Folha de São Paulo.

"Importante esclarecer que Mateus Von Rondon tem bons antecedentes, residência e trabalho fixos, sempre esteve à disposição da Justiça e, por isso, o pedido de prisão temporária com a finalidade única e exclusiva dele prestar depoimento causou estranheza", diz a nota.

O braço direito do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e dois ex-assessores do político do PSL foram presos em decorrência das investigações sobre as candidatas laranjas da sigla do presidente Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (27). Além da prisão, a Justiça autorizou busca e apreensão na residência dos investigados. No apartamento de Von Rondon, por exemplo, a Polícia Federal ficou por mais de uma hora.

Segundo as investigações, Von Rondon é o principal elo formal entre Álvaro Antônio, as candidatas laranjas e as empresas suspeitas de terem simulado prestação de serviço com o intuito de desviar dinheiro público de campanha. Álvaro Antônio nega qualquer tipo de irregularidade.

 

Notícias relacionadas

[ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL]
Política

ACM Neto nega fusão do DEM com o PSL

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM avaliou que falta maturidade política aos membros da sigla de Jair Bolsonaro