Política

MEC quer criar fundo para financiamento de universidades federais

Weintraub garante que proposta não inclui cobrança de mensalidade em instituições públicas

[MEC quer criar fundo para financiamento de universidades federais]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Catarina Lopes no dia 17 de Julho de 2019 ⋅ 19:00

O Ministério da Educação (MEC) quer criar um fundo privado, com cotas negociadas na Bolsa de Valores, para financiar universidades federais. Ainda assim, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, garante que a proposta não inclui a cobrança de mensalidades em instituições públicas.

O fundo contará, inicialmente, com R$ 102,6 bilhões, sendo R$ 50 bilhões deles de patrimônio da União. Esses recursos financiarão pesquisa, inovação, empreendedorismo e internacionalização das instituições de ensino, de acordo com o governo. Este fundo é a principal estratégia do programa Future-se, apresentado hoje (17) pelo MEC.

No Twitter, Weintraub publicou a respeito de mensalidades nas graduações em instituições públicas, afirmando que "continuarão públicas e os estudantes NÃO pagarão pela graduação". O MEC irá submeter ao Congresso Nacional um projeto de lei que irá viabilizar as mudanças e, segundo a pasta, as universidades seguirão contando com o orçamento público.

"A gente quer premiar as boas práticas, a gente não acredita no assistencialismo, quer premiar a cultura do esforço, quer premiar o bom desempenho, por isso estamos lançando esse programa. A gente quer permitir que se formem cada vez mais talentos e quer reter esses talentos", declarou o secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa.

Notícias relacionadas