Política

Polícia Federal decide trocar chefe de grupo que investiga autoridades com foro

Hoje quem está à frente do Sinq é delegado Cleyber Malta Lopes, responsável por conduzir o inquérito que levou ao indiciamento do ex-presidente Michel Temer na investigação dos Portos

[Polícia Federal decide trocar chefe de grupo que investiga autoridades com foro]
Foto : Alex Ferreira / Câmara dos Deputados

Por Matheus Simoni no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 17:38

A Polícia Federal decidiu trocar o chefe do grupo que investiga autoridades com foro privilegiado, como políticos e membros do judiciário. A informação foi divulgada pela colunista do jornal O Globo Bela Megale. Recém-chegada de um mestrado no Colégio Interamericano de Defesa, ligado a OEA, nos Estados Unidos, a delegada Christiane Correa Machado ficará responsável pelo Serviço de Inquéritos Especiais (Sinq). Ela já vinha sendo sondada pelo diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado, Igor Romário.

Segundo a reportagem, o convite foi feito há três semanas pelo próprio Igor, que comandou a Lava-Jato em Curitiba. O convite foi aceito no último final de semana. Christiane já foi chefe interina da Diretoria de Inteligência da PF, ocupando o segundo cargo mais importante da área, além de ter comandado a divisão antiterrorismo, atuando em operações de contrainteligência dentro do órgão, como Anaconda e Hurricane.

Hoje quem está à frente do Sinq é delegado Cleyber Malta Lopes, responsável por conduzir o inquérito que levou ao indiciamento do ex-presidente Michel Temer na investigação dos Portos. Por estar no comando do grupo desde janeiro, Cleyber já não preside mais nenhuma investigação de autoridades com foro. Com a chegada de Christiane, ele deve deixar o Sinq. 

Notícias relacionadas