Política

Polícia Federal indicia ministro do Turismo por esquema de laranjas do PSL

Chefe da pasta do Turismo foi indiciado por suspeita dos crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa

[Polícia Federal indicia ministro do Turismo por esquema de laranjas do PSL]
Foto : Isac Nóbrega/PR

Por Matheus Simoni no dia 04 de Outubro de 2019 ⋅ 09:18

A Polícia Federal indiciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), por suspeita de envolvimento no esquema de laranjas do PSL na última eleição. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a investigação policial, iniciada com base em reportagens do periódico, concluiu que o ministro comandou esquema de desvio de recursos públicos por meio de candidaturas femininas de fachada nas últimas eleições.

A PF indiciou o chefe da pasta do Turismo por suspeita dos crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa. A pena para estes crimes é de cinco, seis e três anos de cadeia, respectivamente. O Ministério Público de Minas recebeu da PF nesta sexta-feira (4) o relatório policial com o indiciamento de Marcelo Álvaro Antonio.

O indiciamento serve como base para que o Ministério Público decida se oferece ou não denúncia à Justiça contra Álvaro Antônio. Caso a decisão da Promotoria seja em sentido similar ao da PF, a Justiça decidirá se aceita ou não essa denúncia. Em caso positivo, Álvaro Antônio se torna réu e passa a responder a processo.

Notícias relacionadas