Política

Não quero tomar o PSL de ninguém, diz Bolsonaro sobre atritos com Bivar

Presidente voltou a cobrar transparência na prestação de contas e afirmou que não há justificativa para que ele seja criticado por tentar dividir ou tumultuar a sigla

[Não quero tomar o PSL de ninguém, diz Bolsonaro sobre atritos com Bivar]
Foto : Antonio Cruz / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Outubro de 2019 ⋅ 13:11

Em meio à crise no PSL, o presidente Jair Bolsonaro disse hoje (16) que não quer tomar o controle do partido e que não tem mágoas do presidente nacional da legenda, o deputado federal Luciano Bivar (PE). A declaração foi dada na saída do Palácio da Alvorada.

Bolsonaro voltou a cobrar transparência na prestação de contas da sigla e afirmou que não há justificativa para que ele seja criticado por tentar dividir ou tumultuar a legenda.

“O partido tem de fazer a coisa que tem de ser feita. Normal, não tem que esconder nada. Eu não quero tomar partido de ninguém. Agora, transparência faz parte. O dinheiro é público”, disse.

Notícias relacionadas