Política

Após Previdência, governo planeja enviar medidas econômicas ao Congresso

Equipe econômica chefiada por Paulo Guedes quer aprovar reformas tributária e administrativa, fazer mudanças no pacto federativo e acelerar privatizações

[Após Previdência, governo planeja enviar medidas econômicas ao Congresso]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 12:30

A equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro prepara um amplo pacote de medidas para propor ao Congresso Nacional após a conclusão da reforma da Previdência. Ao G1, interlocutores do Ministério da Economia afirmaram que as propostas têm sido debatidas internamente nos últimos meses e só não foram apresentadas ainda para evitar ruídos no Legislativo e afastar problemas na aprovação da reforma da Previdência, considerada prioritária.

O Planalto alega que o pacote terá o objetivo de melhorar as contas do governo, dos estados e municípios, simplificar procedimentos e estimular o crescimento da economia, visando a geração de empregos. Os quatro eixos do plano são: mudanças no chamado pacto federativo (regras sobre arrecadação, os campos de atuação dos estados e municípios e suas obrigações), o que inclui alterações no Fundeb e na divisão dos recursos do petróleo; reforma administrativa (alteração de regras para o serviço público), com a possível flexibilização das regras de contratação de novos servidores; reforma tributária (mudanças nos tributos cobrados da sociedade); e aceleração do processo de privatizações (vendas de empresas públicas).

Notícias relacionadas