Domingo, 28 de novembro de 2021

Política

Salário de assessor que acusa Marcell de agressão quase dobrou em seis meses

Remuneração de Lucas Carvalho cresceu de R$ 6 mil para R$ 11 mil

Salário de assessor que acusa Marcell de agressão quase dobrou em seis meses

Foto: Divulgação/Lucas Carvalho

Por: Lara Curcino no dia 24 de outubro de 2019 às 15:35

O primo do deputado estadual Marcell Moraes (PSBD), secretário parlamentar Lucas Carvalho de Matos, que acusa o tucano de tê-lo agredido, voltou a trabalhar com ele em fevereiro deste ano na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

Lucas havia sido demitido do gabinete de Marcell em maio do ano passado e, logo depois, passou a trabalhar com o então deputado estadual Adolfo Viana (PSDB). 

Após a eleição de Adolfo para a Câmara dos Deputados, o secretário retornou ao gabinete do primo, onde recebia salário de R$ 6 mil. Em maio, passou a ser remunerado em R$ 8 mil e em julho os vencimentos chegaram a R$ 10 mil. 

No início de agosto, passou a receber o salário mais alto para o cargo de secretário parlamentar na Assembleia, de R$ 11 mil. 

Salário de assessor que acusa Marcell de agressão quase dobrou em seis meses - Metro 1