Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Bolsonaro assume ter 'potencializado' queimadas por 'nova política' na Amazônia

Segundo ele, a medida foi tomada por discordância da política ambiental de governos anteriores

[Bolsonaro assume ter 'potencializado' queimadas por 'nova política' na Amazônia]
Foto : José Dias/PR

Por Matheus Simoni no dia 30 de Outubro de 2019 ⋅ 07:56

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assumiu hoje (30), durante evento a investidores na Arábia Saudita, ter "potencializado" as queimadas na Amazônia brasileira ocorridas nos últimos meses. Segundo ele, a medida foi tomada por discordância da política ambiental de governos anteriores.

"Há poucas semanas o Brasil foi duramente atacado por um chefe de estado europeu sobre as questões da Amazônia. Problemas que acontecem anos após anos, que é da cultura por parte do povo nativo queimar e depois derrubar parte de sua propriedade para o plantio para sobrevivência. Mas foi potencializado por mim exatamente porque não me identifiquei com políticas anteriores adotadas no tocante à Amazônia. A Amazônia é nossa. A Amazônia é do Brasil", declarou.

Aos investidores, Bolsonaro voltou a culpar governos anteriores por políticas ineficientes. O presidente também disse aos investidores que “faltava comando” ao Brasil antes dele tomar posse e não havia “políticos sérios” em governos anteriores. Afirmou ainda que “o povo brasileiro confia em nosso governo”. "Sou capitão do Exército com muito orgulho. O que eu forjei no Exército vou utilizar no comando do país", completou.

Notícias relacionadas