Política

Representantes do PT na Bahia comemoram liberdade de Lula e reforçam sua inocência

Para os presidentes da legenda na Bahia e em Salvador a prisão foi ilegal, política, injusta

[Representantes do PT na Bahia comemoram liberdade de Lula e reforçam sua inocência]
Foto : Ricardo Stuckert / PT

Por Adelia Felix no dia 08 de Novembro de 2019 ⋅ 17:35

A liberdade concedida ao ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, nesta sexta sexta-feira (8), foi comemorada por líderes petistas baianos ouvidos pelo Metro1. Nesta tarde, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Criminal Federal de Curitiba, aceitou o pedido da defesa do petista e o autorizou a deixar a prisão. O pedido de soltura foi feito depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar a prisão após condenação em segunda instância.

Presidente da legenda na Bahia, Éden Valadares disse que recebeu a notícia com o sentimento de justiça feita. Para ele, Lula é vítima de uma farsa política e de uma fraude jurídica. “Seu julgamento é nulo. Estamos felizes, mas sem baixar a guarda. A nossa luta é pela nulidade do processo e pelo estabelecimento na inocência de Lula. Vou a São Bernardo do Campo dar um abraço no presidente”, afirmou o representante da legenda no estado.

Presidente do PT de Salvador, Ademário Costa avaliou que a decisão do STF apenas reafirma o que os militantes petistas defendem nesses 580 dias de “prisão ilegal, política, injusta”. “Agora que o STF fez valer a Constituição, seguimos na luta para que a sentença contra Lula seja anulada e ele tenha direito a um novo julgamento justo, quando, não temos dúvidas, ele será inocentado porque não há provas contra ele”, disse Costa.

Notícias relacionadas