Política

'Imagem do Brasil está muito arranhada no exterior', diz Rui Costa

Ainda de acordo com o governador, a iniciativa de criar um bloco dos estados do Nordeste recebeu elogios de empresários e instituições na Europa

['Imagem do Brasil está muito arranhada no exterior', diz Rui Costa]
Foto : Elisa Elsie

Por Matheus Simoni no dia 22 de Novembro de 2019 ⋅ 09:04

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que a imagem do país está arranhada no exterior por conta das ações do governo de Jair Bolsonaro e a instabilidade política do país. O gestor está em missão de articulação internacional do Consórcio Nordeste para atrair investidores e ampliar o fluxo de negócios na região. A previsão é que a agenda termine nesta sexta-feira (22).

Em entrevista à Rádio Metrópole hoje, o petista apontou que a imagem do país não está das melhores. "É inegável que a imagem está arranhada no exterior. Foi um ano de muitos episódios e declarações infelizes que prejudicaram a imagem do Brasil no exterior, em especial na Europa. A questão do Meio Ambiente é básica nesses países, você não fala em desenvolvimento se não tiver esses pilares", disse Rui, que elogiou a iniciativa dos governadores nordestinos.

"Acho que essa viagem se deve para que possamos reafirmar os valores do Brasil e dos brasileiros que querem viver em harmonia com o meio ambiente, que é fonte de riqueza humana e de biodiversidade. Estamos apresentando projetos para que eles nos apoiem na recuperação de nascentes e mata ciliares", acrescentou.

Ainda de acordo com o governador, a iniciativa de criar um bloco dos estados do Nordeste recebeu elogios de empresários e instituições europeias. A missão do consórcio contou, além do gestor baiano, com os governadores Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão).

"O consórcio é, de fato, uma iniciativa única no Brasil e muito elogiada. Algumas instituições chegaram a dizer que vão sugerir replicar esse modelo em outras ações. Isso cria uma escala maior, reduz custos e estipula metas melhores, além de ajudar. Se cada um [dos governadores] viesse isoladamente, não despertaria o interesse de tanta gente. Chama a atenção dos empresários e instituições a vinda de toda uma região", finalizou.

Notícias relacionadas

[Podemos decide expulsar Marco Feliciano]
Política

Podemos decide expulsar Marco Feliciano

Por Juliana Rodrigues no dia 10 de Dezembro de 2019 ⋅ 10:00 em Política

Em nota, deputado se disse orgulhoso de ter sido expulso da legenda por apoiar Bolsonaro