Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Senado aprova versão de Bolsonaro para o Mais Médicos e inclui permanência de cubanos

Medida Provisória perderia validade hoje se não tivesse sido votada pelo Congresso

[Senado aprova versão de Bolsonaro para o Mais Médicos e inclui permanência de cubanos]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 28 de Novembro de 2019 ⋅ 12:40

Senadores aprovaram ontem (27) o texto da Medida Provisória de Jair Bolsonaro (sem partido) que institui o "Médicos pelo Brasil", substituto do programa "Mais Médicos", criado pelo governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

A matéria foi remetida ao Senado depois de ter recebido aval da Câmara dos Deputados, na terça (26), e precisou ser discutida e votada rapidamente, já que perderia validade hoje (28) se não tivesse sido apreciada. O texto-base foi aprovado em pleito simbólico e com anuência da oposição.

O único destaque votado foi uma emenda do PT que sugeria que estados, isoladamente ou em consórcios, executassem diretamente o programa, podendo para isto firmar acordos inclusive com organismos internacionais e instituições de educação superior estrangeiras. O plenário rejeitou a proposta e manteve o texto.

Um dos pontos principais da MP é a possibilidade de reincorporar os médicos cubanos que ficaram no Brasil depois do encerramento do convênio entre os dois países. O dispositivo foi incluído pelo Congresso durante a tramitação. A estimativa é que até 1,8 mil profissionais sejam beneficiados.

Notícias relacionadas