Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Política

Podemos decide expulsar Marco Feliciano

Em nota, deputado se disse orgulhoso de ter sido expulso da legenda por apoiar Bolsonaro

Podemos decide expulsar Marco Feliciano

Foto: Vinícius Loures/Câmara dos Deputados

Por: Juliana Rodrigues no dia 10 de dezembro de 2019 às 10:00

O diretório estadual do Podemos em São Paulo expulsou o deputado Marco Feliciano. A decisão, tomada por oito votos a zero, foi comunicada ao parlamentar pelo presidente estadual do Podemos, Mario Covas Neto. A denúncia que levou à expulsão de Feliciano cita diversas acusações, incluindo os gastos de R$ 157 mil referentes a um tratamento odontológico, que foram reembolsados pela Câmara.

“Parece-nos importante destacar que entendemos por desproporcional e pouco recomendado que em pleno ano de 2019 um parlamentar ainda se utilize de recursos públicos para fins particulares, vide o caríssimo tratamento (dentário) feito pelo representado e pago com dinheiro do povo”, diz parecer do Conselho de Ética do partido.

O deputado terá um prazo de três dias para recorrer à Executiva Nacional do partido se quiser reverter a decisão, mas dirigentes da sigla avaliam que ele aceitará sair. Como foi expulso por decisão do Podemos, Feliciano não perde o mandato, a menos que haja uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o que não deve acontecer. A Executiva Nacional do partido destacou que, terminado o processo de avaliação do diretório estadual, a decisão deve ser confirmada pelo diretório nacional.

A expulsão de Feliciano acontece dentro da estratégia do Podemos de se afastar do “bolsonarismo” e se firmar como a sigla da Lava Jato.

Procurado pelo jornal O Estado de S. Paulo para comentar a decisão do partido, Marco Feliciano, que está em viagem oficial na África com o chanceler Ernesto Araújo, afirmou, em nota, que é um “orgulho” ser expulso do partido por apoiar o presidente Bolsonaro. Ele disse que irá aceitar a decisão do Podemos, mas a expulsão foi um “processo de exceção” e que não foi intimado a se defender.

Podemos decide expulsar Marco Feliciano - Metro 1