Política

PF investiga ex-senador Romero Jucá e filho em suposto esquema de candidaturas laranjas

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Roraima, na manhã de hoje (11)

[PF investiga ex-senador Romero Jucá e filho em suposto esquema de candidaturas laranjas]
Foto : Pedro França/Agência Senado

Por Juliana Rodrigues no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 15:20

A Polícia Federal deflagrou hoje (11) uma operação contra supostas candidaturas laranjas nas eleições do ano passado em Roraima, envolvendo o MDB e o PSD. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão contra envolvidos no esquema.

De acordo com informações da GloboNews, o ex-senador Romero Jucá (MDB) e Rodrigo Jucá, filho dele, são suspeitos de comandar o esquema, mas não foram alvos dos mandados. Os nomes dos investigados não foram divulgados pela PF.

Em nota, a defesa do ex-senador e do filho afirmou não ter informações oficiais da PF acerca da investigação, "vez que nenhum ilícito eleitoral fora praticado, tendo as contas das siglas partidárias tendo sido analisadas minuciosamente pela Justiça Eleitoral e aprovadas".

A assessoria do diretório do MDB também se manifestou, disse desconhecer as investigações e repudiou "qualquer ilação de cometimento de irregularidade". O PSD informou que as desconhecer as investigações e repudiou "qualquer ilação de cometimento de irregularidade". denúncias apresentadas se referem às eleições de 2018 e, portanto, não existe nenhuma relação ou envolvimento com os atuais membros do diretório.

O ex-senador disputou as eleições em 2018 em Roraima, mas perdeu a vaga no Senado por 434 votos. Já Rodrigo Jucá não foi candidato no ano passado, mas presidia o PSD em Roraima à época do pleito.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões ]
Política

Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Por Danielle Campos no dia 18 de Janeiro de 2020 ⋅ 09:30 em Política

Mesmo após aprovar a iniciativa, o presidente Jair Bolsonaro diz ser contrário ao fundo eleitoral e pediu aos eleitores para não votarem em 2020 em candidatos que usem o...