Política

Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos

Vice-prefeito ironizou a possibilidade de Prates passar a integrar a base do governador Rui Costa (PT): "Só rindo, né?"

[Bruno Reis volta a elogiar Prates e nega conflitos]
Foto : João Brandão / Metropress

Por João Brandão e Juliana Rodrigues no dia 11 de Dezembro de 2019 ⋅ 15:52

Cotado como principal candidato à sucessão do prefeito ACM Neto (DEM) em 2020, o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) negou a existência de qualquer desconforto quanto à ida do deputado estadual e secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates, para o PDT. Presente na inauguração da primeira etapa das obras do Aeroporto Internacional de Salvador, na tarde de hoje (11), ele ironizou, no entanto, a possibilidade de Prates passar a fazer parte da base do governador Rui Costa (PT).

"Só rindo, né? Vocês conseguem escrever isso? (risos) Léo queria ter possibilidade de ampliar mais sua atuação, seu trabalho como parlamentar, ter mais liberdade, entendeu que poderia migrar para outro partido em busca de mais espaço. E a gente acha, tenho dito até então, que todas as pretensões e aspirações são legítimas, todos têm o direito de construir e realizar seus sonhos", afirmou à imprensa.

Reis também foi questionado sobre o destaque dado à sua pré-candidatura dentro do DEM, antes mesmo da oficialização, que teria sido a motivação para a saída de Prates da legenda. "É normal que, num grupo, uns tenham mais preferências de determinados atores políticos do que outros. Fui deputado, construí uma boa relação com os deputados, tenho uma história de trabalho ao lado dos vereadores na cidade, enfim, cada um tem a sua opinião e tem o direito de manifestar. Não posso estar impedindo que uma ou outra liderança manifeste seu apoio", disse, acrescentando: "Não há chance de haver briga entre Bruno e Leonardo Prates, em hipótese alguma".

Notícias relacionadas

[Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões ]
Política

Bolsonaro sanciona fundo eleitoral de R$ 2 bilhões

Por Danielle Campos no dia 18 de Janeiro de 2020 ⋅ 09:30 em Política

Mesmo após aprovar a iniciativa, o presidente Jair Bolsonaro diz ser contrário ao fundo eleitoral e pediu aos eleitores para não votarem em 2020 em candidatos que usem o...