Política

Políticos devem mais de R$ 1 bi à União; BA tem 2º maior montante

Dados foram revelados pelo portal do Núcleo Jornalismo

[Políticos devem mais de R$ 1 bi à União; BA tem 2º maior montante]
Foto : Marcello Casal/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 24 de Janeiro de 2020 ⋅ 11:20

Os registros da Dívida Ativa da União apontam que 7.186 políticos eleitos devem conjuntamente mais de R$ 1,1 bilhão aos cofres públicos. Os dados foram revelados pelo portal do Núcleo Jornalismo (leia aqui), projeto de jornalismo e dados que busca trazer mais transparência a informações públicas. 

Ao fazer o recorte por estados, é possível ver, por exemplo, que o maior montante de dívidas é de políticos eleitos do estado de Ceará, seguido pelos da Bahia e de São Paulo. A Bahia também tem o segundo maior número de registros de políticos eleitos na Dívida Ativa da União. 

Segundo reportagem do site, a análise das informações foi possível após a divulgação, pela primeira vez, dos dados da Procuradoria Geral da Fazenda (PGFN) em formato aberto, em novembro do ano passado. Anteriormente, era possível consultar somente um volume limitado de registros simultaneamente. Com a abertura desses dados, foi possível fazer um cruzamento amplo e completo.

A Dívida Ativa da União inclui o débito de qualquer valor ao governo, o que corresponde a impostos, taxas ou multas. Na falta de pagamento desses débitos, os órgãos federais pedem a inscrição na dívida ativa.

Notícias relacionadas

[Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro]
Política

Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 18:00 em Política

Em entrevista à equipe de televisão, no Guarujá, onde passa o carnaval, Bolsonaro afirmou que o texto será entregue após o carnaval

[Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro]
Política

Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 16:00 em Política

“Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora”, afirmou o presidente na porta de um supermercado no Guarujá, onde passa o feriado de carnaval