Política

Bolsonaro demite auxiliar de Onyx que fez 'voo particular' em jato da FAB 

Secretário substituiu chefe da Casa Civil, que está de férias, em viagem para Índia

[Bolsonaro demite auxiliar de Onyx que fez 'voo particular' em jato da FAB ]
Foto : Reprodução/ Twitter

Por Juliana Almirante no dia 28 de Janeiro de 2020 ⋅ 11:01

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse ontem (28) que demitiu o secretário-executivo da Casa Civil, Vicente Santini, por usar uma aeronave oficial da Força Aérea Brasileira (FAB) para se deslocar até Nova Délhi, na Índia. 

O governo não informou o custo da viagem, no entanto, de acordo com oficiais da FAB ouvidos pelo Estadão, um deslocamento do tipo custa ao menos de R$ 740 mil. 

"Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx. Destituído por mim. Vou conversar com Onyx para decidir quais outras medidas podem ser tomadas contra ele", declarou Bolsonaro.

O presidente também afirmou que os ministros do governo viajaram de voo comercial. "O que ele fez não é ilegal, mas é completamente imoral. Ministros antigos foram de avião comercial, classe econômica", disse Bolsonaro.

Santini substituiu Onyx durante as férias do ministro. O secretário viajou no dia 21 do Brasil para Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, e então embarcou para a cidade indiana, onde se juntou à comitiva presidencial. Os deslocamentos foram feitos em um jato Legacy, da Aeronáutica. A viagem foi noticiada pelo site do jornal “O Globo”.

Notícias relacionadas

[Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro]
Política

Reforma administrativa está pronta, diz Bolsonaro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 18:00 em Política

Em entrevista à equipe de televisão, no Guarujá, onde passa o carnaval, Bolsonaro afirmou que o texto será entregue após o carnaval

[Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro]
Política

Bolsonaro anuncia demissão de toda a diretoria do Inmetro

Por Luciana Freire no dia 22 de Fevereiro de 2020 ⋅ 16:00 em Política

“Implodi o Inmetro. Implodi. Mandei todo mundo embora”, afirmou o presidente na porta de um supermercado no Guarujá, onde passa o feriado de carnaval