Política

Wajngarten propõe à Comissão de Ética da Presidência transferir empresa para a esposa

Os requerimentos são uma tentativa do secretário de evitar um revés em sessão da comissão marcada para a próxima terça

[Wajngarten propõe à Comissão de Ética da Presidência transferir empresa para a esposa]
Foto : Anderson Riedel/PR

Por Luciana Freire no dia 13 de Fevereiro de 2020 ⋅ 15:00

O chefe da Secretaria de Comunicação Social do governo federal, Fabio Wajngarten propôs à Comissão de Ética Pública da Presidência deixar a condição de sócio de uma empresa que recebe dinheiro do órgão que ele comanda. O secretário pediu para transferir suas cotas na sociedade para a própria esposa, a publicitária Sophie Wajngarten.

Ele também sugere que a administração da empresa seja repassada à Sophie. Atualmente a função é exercida pelo empresário Fabio Liberman, amigo de infância de Wajngarten e escolhido por ele.

Os requerimentos são uma tentativa do secretário de evitar um revés em sessão da comissão da Presidência marcada para a terça-feira (18).

Os precedentes do colegiado geralmente apontam conflito de interesses em casos como o dele. O que justifica advertência ao agente público para que corrija a irregularidade.

Notícias relacionadas

[Moro pede Lei de Segurança Nacional contra Lula ]
Política

Moro pede Lei de Segurança Nacional contra Lula

Por Luciana Freire no dia 19 de Fevereiro de 2020 ⋅ 19:20 em Política

PF ouviu o ex-presidente na manhã desta quarta-feira; a base da acusação é uma fala do petista que sugere que Bolsonaro seja um 'miliciano'