Política

Ex-assessor da família Bolsonaro ganha cargo de chefia no governo federal

Luciano Querido foi funcionário por 13 anos do gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), onde participou dos primeiros passos da família no mundo digital

[Ex-assessor da família Bolsonaro ganha cargo de chefia no governo federal]
Foto : Reprodução/Instagram

Por Metro1 no dia 11 de Maio de 2020 ⋅ 18:20

O webdesigner e bacharel em direito, Luciano Querido, foi nomeado na última quarta-feira (6) como presidente substituto da Funarte, órgão responsável por políticas públicas para estimular a arte no país. A informação foi divulgada pelo joenal Folha de S.Paulo. Segundo o jornal, Luciana era visto por mais de dois anos como uma ameaça à família Bolsonaro.

Luciano Querido foi funcionário por 13 anos do gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), onde participou dos primeiros passos da família no mundo digital, uma das principais aliadas na ascensão do presidente na vitoriosa eleição presidencial de 2018.

O vínculo com a família de Jair Bolsonaro foi encerrado em dezembro de 2017, após ser desautorizado pelo então deputado federal, por quem foi chamado de "elemento".

Luciano foi nomeado diretor do Centro de Programas Integrados da Funarte, com salário de R$ 10.373. Na segunda-feira passada (4), somou outros R$ 3.250 ao contracheque ao ser promovido a diretor-executivo da fundação. Dois dias depois, passou a exercer o cargo de presidente substituto do órgão (R$ 16.944), após a anulação da nomeação de Dante Montovani.

Notícias relacionadas