Política

Witzel diz que Flávio Bolsonaro deveria estar preso e acusa Bolsonaro de fascismo

Sobre a investigação, Witzel disse que a busca contra ele "resultou em absolutamente nada"

[Witzel diz que Flávio Bolsonaro deveria estar preso e acusa Bolsonaro de fascismo]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 26 de Maio de 2020 ⋅ 13:58

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se manifestou hoje (26) a respeito da investigação que apura fraude na Saúde do estado. Witzel afirmou ser vítima de "perseguição política", que o senador Flávio Bolsonaro deveria estar preso e chamou o presidente de fascista.

"Com todas as provas que temos contra ele, dinheiro espécie depositado em conta corrente, bens injustificáveis, o senador Flavio Bolsonaro deveria estar preso", disse. "O que aconteceu comigo [ser "perseguido politicamente"] vai acontecer com outros governadores que forem considerados inimigos". 

Sobre a investigação, Witzel disse que a busca contra ele "resultou em absolutamente nada". "Não abaixarei minha cabeça, não desistirei do estado do Rio e continuarei trabalhando para uma democracia melhor, continuarei lutando contra esse fascismo que está se instalando no país, contra essa ditadura de perseguição".

Notícias relacionadas