Política

Bolsonaro diz que pode depor presencialmente à PF

Presidente ainda afirmou que acredita no arquivamento do inquérito

[Bolsonaro diz que pode depor presencialmente à PF]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Luciana Freire no dia 03 de Junho de 2020 ⋅ 19:25

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (2) que poderá depor presencialmente, se necessário, no inquérito que apura uma suposta tentativa de intervenção na Polícia Federal, e que acredita que a investigação será arquivada.

"Eu acho que esse inquérito que está na mão do senhor Celso de Mello (ministro do Supremo Tribunal Federal) vai ser arquivado. A PF vai me ouvir, estão decidindo se vai ser presencial ou por escrito, para mim tanto faz", disse.

"O cara, por escrito, eu sei que ele tem segurança enorme na resposta porque não vai titubear. Ao vivo pode titubear, mas eu não estou preocupado com isso. Posso conversar presencialmente com a Polícia Federal, sem problema nenhum."

Na semana passada, a PF informou ao STF que considera necessário que o presidente seja ouvido. A PGR concordou com o pedido, mas o depoimento não foi ainda marcado nem o formato, definido.

Notícias relacionadas