Política

PL indicou delatado para assumir presidência do Banco do Nordeste

Flávio Cals Dolabella teve a nomeação barrada pelo governo; ocupou o lugar Alexandre Borges Cabral, demitido após um dia de gestão

[PL indicou delatado para assumir presidência do Banco do Nordeste]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 05 de Junho de 2020 ⋅ 11:30

O Partido Liberal (PL), legenda de Valdemar Costa Neto, condenado em 2012 a sete anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, havia indicado o analista do Banco Central Flávio Cals Dolabella para assumir o Banco do Nordeste. O governo, que tinha prometido à sigla a nomeação, barrou a escolha. 

Dolabella, indicado pelo PL, foi acusado em 2017 por Antonio Almeida, da Odebrecht, durante delação, de receber mesada de R$ 15 mil para vazar documentos sigilosos de reuniões do Comitê de Financiamento e Garantia das Exportações, vinculado ao antigo Ministério da Fazenda. 

Quem ganhou o cargo no banco regional foi Alexandre Borges Cabral, que já foi destituído ontem (4) da função, apenas um dia após iniciar o comando na instituição. Sua queda relâmpago foi motivada por denúncias de contratações suspeitas no valor de R$ 2,2 bilhões feitas pela Casa da Moeda do Brasil durante gestão dele.

Notícias relacionadas