Política

Deputado Paulinho da Força é condenado a 10 anos de prisão por desvios no BNDES

Presidente do Solidariedade agiu em nome de prefeitura e rede de lojas, em lavagem de dinheiro envolvendo mais de R$ 250 mi

[Deputado Paulinho da Força é condenado a 10 anos de prisão por desvios no BNDES]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Lara Curcino no dia 06 de Junho de 2020 ⋅ 11:00

O deputado federal e presidente do Solidarierada, Paulinho da Força (SP), um dos novos aliados do presidente Jair Bolsonaro no centrão, foi condenado, na noite de ontem (5), pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a 10 anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O parlamentar havia sido denunciado pela Corte em 2012 por suposto crime contra o Sistema Financeiro Nacional, em razão da suspeita de desvio de recursos concedidos por instituição financeira em um concurso material envolvendo lavagem de dinheiro.

Paulinho e outras pessoas agiram em nome da Prefeitura de Praia Grande e das Lojas Marisa S/A para obter dois financiamentos junto ao BNDES, entre dezembro de 2007 e abril de 2008. O deputado conseguiu liberar R$ 124 milhões para o Executivo municipal e R$ 165 mi para a rede de lojas. Em troca, ficou com parte do dinheiro.

Notícias relacionadas