Política

STF prorroga por 30 dias inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

Ministro Celso de Mello, relator do caso, atendeu a um pedido feito pela PF; proposta recebeu aval do procurador-geral da República

[STF prorroga por 30 dias inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF]
Foto : Rosinei Coutinho/SCO/STF

Por Luciana Freire no dia 08 de Junho de 2020 ⋅ 15:20

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (8) a prorrogação por mais 30 dias do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na autonomia da Polícia Federal. A decisão do ministro foi assinada no dia 4 de junho e divulgada hoje.

Relator do caso, o ministro atendeu a um pedido feito pela Polícia Federal. A proposta recebeu aval do procurador-geral da República, Augusto Aras.

Entre as medidas "pendentes", a Polícia Federal quer ouvir o próprio presidente Jair Bolsonaro no inquérito. Esse depoimento, se autorizado, só deve acontecer após outras medidas previstas na investigação, como aprofundar as investigações na superintendência da PF no Rio de Janeiro e também analisar inquéritos que envolvem a família do presidente.

Notícias relacionadas