Política

Aras diz que concorda com inquérito das fake news

O procurador-geral da República, entretanto, pede que STF fixe balizas para limitar seu objeto

[Aras diz que concorda com inquérito das fake news ]
Foto : Roberto Jayme/TSE

Por Metro1 no dia 10 de Junho de 2020 ⋅ 18:00

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu a regularidade do inquérito das fake news que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), mas pediu que a corte fixe balizas para que a investigação "não se eternize", tenha um objeto delimitado e que medidas invasivas contra investigados sejam informadas previamente ao Ministério Público.

"Precisamos apenas de balizas para que o objeto do inquérito das fake news não seja um objeto que caiba todas e quaisquer pessoas", disse.

Após sustentações de envolvidos no processo, o julgamento da ação foi interrompido para um intervalo e será retomado em seguida com o voto do ministro relator, Edson Fachin.

Notícias relacionadas