Política

Mourão afirma que combate a desmatamento na Amazônia começou tarde

Vice-presidente comentou dados divulgado nesta sexta (10) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)

[Mourão afirma que combate a desmatamento na Amazônia começou tarde]
Foto : Romério Cunha/ Vice-Presidência da República

Por Luciana Freire no dia 10 de Julho de 2020 ⋅ 20:00

O vice-presidente Hamilton Mourão, que comanda o Conselho da Amazônia, afirmou hoje (10) que o recorde de alerta de desmatamento na região em junho deste ano ocorreu porque as ações do governo federal começaram “tarde”.

Mourão comentou dados divulgado nesta sexta pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).  A Amazônia registrou 1.034,4 km² de área sob alerta de desmatamento em junho, recorde para o mês em toda a série histórica iniciada em 2015.

“Porque começou tarde. Lógico, começou tarde. O começo em maio vai nos dar uma situação, vamos dizer assim, uma melhor em relação às queimadas, mas não ao desmatamento”, declarou o vice-presidente.

O governo publicou nesta sexta-feira no "Diário Oficial da União" decreto que prorroga até 6 de novembro o emprego da presença das Forças Armadas na Amazônia Legal.

Notícias relacionadas