Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Maia avalia que próximo presidente da Câmara deve ser independente do governo

Deputados devem evitar que candidato governista consiga eleição para ocupar chefia do parlamento, avalia democrata

[Maia avalia que próximo presidente da Câmara deve ser independente do governo]
Foto : Luis Macedo/Agência Câmara

Por Matheus Simoni no dia 14 de Julho de 2020 ⋅ 12:37

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), comentou a sucessão da presidência da Casa Legislativa, prevista para fevereiro de 2021. Em entrevista a Mário Kertész hoje (14), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, o democrata disse que os deputados não vão fechar questão por um parlamentar que não seja independente do governo de Jair Bolsonaro (Sem partido). Maia comentou a influência de figuras políticas do chamado Centrão, como os ex-deputados Roberto Jefferson e Waldemar da Costa Neto, no Congresso.

"Roberto Jefferson não tem nem voto na Câmara, mas vocaliza pelo partido dele. O PL tem força na Cãmara. De fato, a minha relação com o ex-presidente do PL, Waldermar, é muito boa e transparente. Na política, não posso criticar e falar nada do Waldemar. Mas acho que a Câmara escolherá um presidente que trabalhe com essa independência com o Poder Executivo, não seja um candidato do governo, mas que dialogue", disse Maia.

"Isso é da democracia e fundamental que os poderes possam o máximo possível, claro que respeitando a independência, trabalhar com harmonia. Acho que esse é o perfil que os deputados e deputadas vão escolher no dia 1º de fevereiro", acrescentou.

Notícias relacionadas