Política

Bolsonaro deve desistir de ampliar gastos com obras neste ano

O plano seria utilizar R$ 35 bilhões em obras que estourariam o teto de gastos

[Bolsonaro deve desistir de ampliar gastos com obras neste ano]
Foto : Alan Santos/PR

Por Metro1 no dia 12 de Agosto de 2020 ⋅ 20:30

O presidente Jair Bolsonaro deve desistir de levar adiante um plano de R$ 35 bilhões em obras que estourariam o teto de gastos. Ministérios vêm solicitando e pressionam por mais recursos neste ano e em 2021.

Liderada pelo ministro Walter Braga Netto, a ala militar do governo vem articulando um programa de despesas com obras, que, para serem implementadas, extrapolariam os limites estabelecidos pelo teto de gastos. A regra atrela o aumento da despesa de um ano à inflação do ano anterior. Braga Netto conta com o apoio dos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

A União já injetou mais de R$ 926 bilhões para conter os danos causados pelo vírus. O programa também seria um modo de angariar apoio de deputados e senadores contra um possível processo de impeachment e também para consolidar uma base aos projetos do governo no Congresso. Por isso, segundo assessores presidenciais, Bolsonaro não gostou de ter de voltar atrás e ceder aos apelos do chefe da Economia, que defende o cumprimento do teto, única âncora fiscal em vigor hoje.

Notícias relacionadas