Política

PF investiga financiamento do governo a sites que propagaram atos antidemocráticos

Ataques foram proferidos ao Congresso e STF e são parte hoje de um inquérito

[PF investiga financiamento do governo a sites que propagaram atos antidemocráticos]
Foto : Reprodução/Twitter

Por Lara Curcino no dia 18 de Setembro de 2020 ⋅ 08:40

A Polícia Federal investiga indícios de que o governo do presidente Jair Bolsonaro esteja financiando pessoas e páginas da internet que se dedicam a propagar atos antidemocráticos, como os ataques ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

Um relatório parcial da Polícia Federal, produzido no âmbito do inquérito que tramita no STF, que apura a realização dos atos antidemocráticos, aponta pela primeira vez uma relação entre essas ações e o Palácio do Planalto. 

Agora, é investigado se a publicidade oficial foi utilizada para direcionamento de recursos públicos. Os indícios apareceram por meio da CPMI das Fake News no Congresso, que enviou à investigação informações de que a Secretaria de Comunicação da Presidência veiculou publicidade em sites responsáveis pelos atos apurados. 

No documento, a delegada Denisse Dias Ribeiro afirma que o objetivo da investigação é entender se integrantes  do governo federal agiram por ação deliberada ou por omissão no financiamento das páginas em questão. 

Notícias relacionadas