Política

Em 1 ano na PGR, Aras se alinhou a governo mais de 30 vezes e moveu apenas uma ação contra Bolsonaro

Presidente já chegou a dizer que procurador-geral ‘entra fortemente’ na disputa por uma terceira vaga no STF

[Em 1 ano na PGR, Aras se alinhou a governo mais de 30 vezes e moveu apenas uma ação contra Bolsonaro]
Foto : Roberto Jayme/TSE

Por Lara Curcino no dia 28 de Setembro de 2020 ⋅ 06:58

O procurador-geral da República, Augusto Aras, completou no sábado (26) um ano no cargo que ocupa atualmente. Seus primeiros 12 meses de gestão foram marcados por alinhamento ao governo do presidente Jair Bolsonaro. 

Aras foi indicado fora da lista tríplice indicada pelos integrantes do Ministério Público Federal. A boa relação é observada na quantidade de vezes que a PGR favoreceu o governo, entre medidas adotadas e manifestações encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal. Ao todo foram mais de 30. 

Por outro lado, somente uma vez neste período Aras apresentou uma ação constitucional contra ato de Bolsonaro. O cenário é favorável para que o PGR seja reconduzido ao cargo daqui a um ano. 

A cordialidade é tanta que o chefe do Executivo já chegou a afirmar que Aras “entra fortemente” na disputa por uma vaga no Supremo, caso ele possa indicar um terceiro nome à Corte em um eventual segundo mandato, entre 2023 e 2026. 

Notícias relacionadas