Política

'Já mandei cancelar', diz Bolsonaro sobre protocolo de intenções de garantir vacina CoronaVac

Imunizante é desenvolvido pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac; Bolsonaro afirmou nesta quarta (21) que o governo não iria adquirir "vacina da China”

['Já mandei cancelar', diz Bolsonaro sobre protocolo de intenções de garantir vacina CoronaVac]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Luciana Freire no dia 21 de Outubro de 2020 ⋅ 16:00

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (21) que mandou cancelar o protocolo de intenções de compra de 46 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac. O anúncio do protocolo de intenções havia sido feito ontem (20) pelo Ministério da Saúde.

"Houve uma distorção por parte do João Doria no tocante ao que ele falou. Ele tem um protocolo de intenções, já mandei cancelar se ele [Pazuello] assinou. Já mandei cancelar. O presidente sou eu, não abro mão da minha autoridade. Até porque estaria comprando uma vacina que ninguém está interessado por ela, a não ser nós", afirmou Bolsonaro durante visita a um centro militar da Marinha em Iperó (SP).

Nesta quarta, Bolsonaro já havia afirmado em suas redes sociais que o governo não iria adquirir "vacina da China".

Notícias relacionadas