Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Rádio Metropole

/

Breno Altman após resposta iraniana a ataque em embaixada: "Enquanto Irã não tem interesse em conflito, Israel quer gerar clima de escalada"

Rádio Metropole

Breno Altman após resposta iraniana a ataque em embaixada: "Enquanto Irã não tem interesse em conflito, Israel quer gerar clima de escalada"

Jornalista e fundador do Opera Mundi, Breno Altman foi entrevistado na Rádio Metropole nesta segunda-feira (15) e analisou o cenário de tensão envolvendo Irã e Israel

Breno Altman após resposta iraniana a ataque em embaixada: "Enquanto Irã não tem interesse em conflito, Israel quer gerar clima de escalada"

Foto: Metropress

Por: Metro1 no dia 15 de abril de 2024 às 10:13

Um conflito envolvendo Irã e Israel deixou o mundo em alerta nos últimos dias. O sábado (13) foi marcado por um ataque iraniano com drones e mísseis contra Israel, como resposta à agressão sofrida pela embaixada iraniana na Síria, atribuída às forças israelenses. Em entrevista à Rádio Metropole nesta segunda-feira (15), o jornalista fundador do Opera Mundi, Breno Altman, analisou o cenário de tensão na região. Para ele, enquanto o Irã não tem interesse na escalada de mais um conflito no Oriente Médio, já Israel tem.

Na análise de Altman, o Irão não podia deixar de dar uma resposta ao ataque contra sua embaixada na Síria, que deixou 16 iranianos mortos em 1º de abril. Mas o país decidiu dar uma retaliação contida. Foram enviados cerca de 300 drones, que demoraram horas para alcançar o território israelense, parte deles foram derrubados pelas Forças israelenses, pelos Estados Unidos, pelo Reino Unido e pela Jordânia. Logo em seguida, o governo iraniano anunciou que havia concluído os ataques contra Israel e só atacaria novamente se Israel respondesse. 

“Foi uma resposta pontual e telegrafada. O Irão soltou todos os sinais, com dias de antecedência, de tal maneira que Israel pudesse ampliar sua defesa aérea e os danos fossem de baixa intensidade. O Irã quis, ao mesmo tempo, dar uma resposta, mais uma resposta de maneira contida”, avaliou o jornalista.

A decisão de uma resposta contida, segundo análise de Altman, se deu porque o Irã não tem interesse na escalada de um conflito na região. “Já Israel deseja a escalada do conflito para resolver o contencioso atual com os Estados Unidos, que vêm criticando Israel por conta do massacre na Faixa de Gaza”. 

“Israel ataca as instalações do Irã na Síria, creio, que para gerar um clima de escalada que fizesse os Estados Unidos voltar a apoiar incondicionalmente o governo Netanyahu. Mas, para isso, dependia de um ataque do Irã em largas proporções. O Irã foi, no entanto, com muito cuidado em relação a isso, deu a resposta proporcional, dentro do direito internacional, mais uma resposta contida para evitar a escalada”, afirmou.

Enquanto o Irã sabe que a escalada de um conflito na região vai estimular uma intervenção norte-americana, o que traria impactos negativos para a sociedade e economia iranianas que tentam se recuperar, Israel tem, segundo a análise do jornalista, interesse exatamente em envolver Estados Unidos e União Europeia no conflito militar.

“O Irã usou o direito de autodefesa de forma muito contida. Já Israel, no conflito com o Hamas, protestou a autodefesa para um ataque incessante de características genocidas. São reações diferentes”, disse.

Confira a entrevista: